Sobre gastronomia e viagens

Receita práticas e fáceis de fazer, dicas de culinária, viagens incríveis e muita irreverência! Já está circulando a nova Tutano, um projeto apetitoso da Pulp Edições.

receitas

capa Tutano nº4

 

A revista, assinada por Beto Madalosso, está ganhando espaço no cenário gastronômico curitibano e já virou referência quando o assunto é culinária e viagem.

fotos da Índia

uma viagem pela Índia

Divertida, bem humorada e cheia de informações bacanas, a nova edição abre com uma pauta que tem dado o que falar na cidade: a reforma do Mercado Municipal. Ouvimos clientes, lojistas e funcionários para saber o que acham das mudanças que estão acontecendo por lá. Já a seção On The Road traz o relato de Paola Seixas Gulin, que já foi modelo, trabalhou em uma grande empresa e decidiu descer do salto alto para explorar a Índia e mostrar que o mundo precisa de atitude!

bacalhau na páscoa

receita de arroz de polvo

 

Os chefs Eva dos Santos (Bistrô do Victor) e Emerson Félix Pereira (Kan) ensinam receitas incríveis para quem quer fugir do Bacalhau na Páscoa. Quer receber os amigos para um jantarzinho e surpreender na cozinha? Não perca a entrevista com a food stylist Ana Spengler. Ela ensina truques para deixar os pratos mais bonitos e decorar a casa com charme. E, como no fim tudo acaba em pizza, uma matéria recheada de muita mozzarella e molho de tomate, explica qual é a diferença entre as nossas pizzarias e as pizzarias italianas.

pizzaria

Pizzas italianas e brasileiras: qual é a diferença?

Madalosso

Receitas da Forneria Copacabana

Quer experimentar? Siga a Tutano no Facebook

Anúncios

Check-in no mundo da imaginação

A Livraria da Vila lançou um aplicativo muito bacana chamado Imaginaria, que funciona como uma espécie de Foursquare da ficção. É isso mesmo, você pode fazer check-in em lugares que só existem na literatura, como o Lago de Hogwarts (de Harry Potter) ou em Lilliput (das Viagens de Guliver).

Além da brincadeira, que pode ser compartilhada nas redes sociais, a participação no app pode ser convertida em descontos para compra nas lojas físicas.

O download é gratuito AppStore A criação é da agência JWT.

Minha Nova York – Didi Wagner

O lançamento oficial do fantástico guia Minha Nova York, assinado por Didi Wagner, apresentadora do Lugar Incomum (Multishow/Globosat) será no dia 31 de maio em um evento organizado por ela mesma em São Paulo. O livro estará à venda nas livrarias a partir do dia 1.06, em tempo para as férias de julho.

A livraria Saraiva já está fazendo a pré-venda do livro no site. Quem desejar ser um dos primeiros a receber o livro em casa, pode comprá-lo hoje mesmo clicando aqui, ou na capa do livro que está em nossa barra lateral direita, aqui no blog.

Nova York | Novo musical inteligente e sarcástico

Já passou a época em que eu era fã incondicional de musicais da Broadway. Vi alguns, todos meio parecidos, e fiquei enjoado. Mas a última safra tem sido bem criativa e estou morrendo de vontade de voltar para Nova York com tempo para ver “Priscilla – Queen of the Desert”, “Spider-Man” e o mais do mais do mais “The Book of Mormons”.

Super bem nas críticas, o Book of Mormons é uma sátira ao Ocidente e sua percepção de ser tão superior culturalmente. A história, escrita por Trey Parker e Matt Stone, do South Park, narra as aventuras de dois mórmons tentando converter pessoas em Uganda. Todo mundo que eu conheço que já viu quase fez xixi na calça de tanto rir! Eu PRECISO ver…

Didi Wagner, Jairo Goldflus e Vicente Frare juntos em Nova York

Jairo, Didi e Vicente na Times Square

O novo guia de viagens que a Pulp vai lançar está a caminho da gráfica e chama-se Minha Nova York. Assinado por Didi Wagner, a apresentadora do programa Lugar Incomum, do canal Multishow e expert em assuntos nova-iorquinos, o guia será referência para quem quiser aproveitar o melhor e mais interessante da cidade.

O lançamento está marcado para o dia 31 de maio em São Paulo. Mas, na semana passada, Didi, o fotógrafo Jairo Goldflus e Vicente Frare estiveram juntos em Nova York para fazer 12 fotos muito especiais que irão ilustrar algumas das 300 páginas do superguia!

Aguardem mais novidades sobre Minha Nova York…

A Cidade do Cabo da Pulp | Pulp’s Cape Town

Estivemos em Cape Town há menos de um mês e seguem aqui as nossas recomendações:

IT’S A MUST

Alugar um carro, já para sair do aeroporto. Cape Town não é como Paris, Rio ou Nova York em que tudo fica na cidade. As atrações são distantes (praias, vinhedos, parques…) por isso um carro é essencial. Lembre-se que a mão é inglesa, mas que em 5 minutos de direção a gente já se acostuma. O trânsito é leve, tranquilo e as estradas ótimas. By the way, a zona de rent a car no aeroporto de Cape Town fica do lado de fora do terminal.

HOSPEDAGEM

Alugamos um apartamento em De Waterkant, o bairro “da modinha”. Na verdade fica entre o centro/Bo Kap e o Waterfront, por isso é fácil de acessar toda a cidade. De Waterkant seria a Gávea ou o West Village de Cape Town pois é onde estão vários pequenos hotéis, restaurantes e lojas de decoração e design e, claro, é a zona gay.

Nosso ap tinha 3 quartos (2 suítes) e fica na esquina da Strand com a Rose Street. Chama-se A20 Soho on Strand. Superbacana, com piscina e tudo.

Quem preferir um hotel de verdade, eu recomendo o Mount Nelson Hotel, em Gardens, no topo da Kloof Street. Os hotéis do Waterfront são bem atraentes mas o lugar é bem Disney e ENTOPIDO de turistas.

RESTAURANTES/CAFÉS/BARES

BIRDS CAFÉ 127 Bree Street – City Bowl

comida orgânica e simplesmente deliciosa na Bree Street. Decor supersimples mas de ótimo bom gosto. Repetimos. O café com leite orgânico da Namíbia é inesquecível e algo tão singelo quanto um pão com manteiga pode ser uma experiência tântrica.

OLYMPIA CAFÉ 134 Main Road – Kalk Bay (fica a uns 45 minutos do centro, perto da praia de Muizenburg)

recomendado pelo Gui Canever, que deu a volta pela África, o Olympia fica na praia de Kalk Bay, que é bem bonitinha. É bem simples, quase “sujinho” mas serve o melhor chocolate brownie que já provei na vida. Na veradade, tudo o que eles servem lá é bom. Tem um quadro negro com os pratos do dia. O Nuno pediu uma massa com molho de tomate e chorizo italiano que a gente quase morreu de tanto comer. É tão bom que repetimos, mesmo sendo distante do centro de Cape Town. Pertinho dele tem um restaurante de frutos do mar, chamado Harbor House que é show!

VOILA! Cape Quarter – De Waterkant

Esse lugar é para quem gosta de ser “atiçado” logo de manhã cedo por aqueles displays de doces e bolinhos coloridos. O Cape Quarter é um shopping agitadinho, cheio de lojas de decoração e restaurantes bacanas. Outros dois lugares que também valem a pena e ficam perto é o Lazari e o Origin (peça o flat latte e morra!!!). Just a detail: quem é viciado em café TEM que ir no Origin.

 

NOBU One&Only Hotel no Waterfront

aproveite que o R$ compra muitos Rands e os preços na África do Sul são beeeeeem mais baratos do que no Brasil para se esbaldar no Nobu. Se fosse em São Paulo, Nova York ou Londres, tenho certeza que a conta não sairia por menos de US$ 150-200 por pessoa. Ali come-se muito bem sem quebrar o porquinho. Além disso, a decoração é linda, o hotel ultrachique e a comida é inesquecível. Peça um Matsushita Martini no bar antes de ir para os sakês durante o jantar. Nós fizemos uma orgia gastronômica que incluiu:

ceviche de frutos do mar | tiraditos de peixe branco e polvo | spicy tuna salad | lobster alguma coisa | omakase dessert

ADDIS IN CAPE 41 Church Street – City Bowl

para tudo há uma primeira vez. Esse restaurante etíope é bem descolado, fica no centro da cidade e a comida é bem diferente. Vale a pena, ainda mais se estiver em um grupo de amigos, pois é ideal para dividir. Só não se assuste na hora em que a garçonete virar a comida do potinho. É assim que se faz na Etiópia. A gente tomou cerveja da Namíbia, a Windhoek, para descer um pouco da pimenta. Mas vale super a pena.

BOMBAY BYCICLE CLUB 156 Kloof Street – Gardens

se Cape Town tivesse um West Village, o Bombay Bycicle Club certamente seria lá. É um bar/restaurante cheio de gente descolada. A decoração é bem carregada de quinquilharias e os garçons são tão gente boa que dá vontade de ficar amigo deles para sempre. A música é ótima e quanto mais tarde fica, mais a baladinha esquenta. É um dos poucos lugares do mundo que oferece double drinks depois das 22h! Se joga!

Precisa reservar e na hora de fazer o pedido, pergunte quais são os daily specials. Foi ali que comi, pela primeira vez, um filé com molho de chocolate com pimenta. Algo indescritível! E deixe espaço para o Malva Pudding de sobremesa. Só não vale chorar de emoção!

GANESH e TAGORE Trill Road – Observatory

o bairro de Observatory é o  Lower East Side de Cape Town. Ali moram os hipsters e estudantes locais. Então a região é cheia de botecos e bibocas bem legais. O Ganesh se diz indiano, mas servem comidas típicas da África do Sul. Comemos um hambúrguer de carneiro com avestruz muito bom, filés de springbok (veadinho local) e também o famoso Bobotie (carne moída cheia de temperos exóticos – ma,ra,vi,lho,so). Na saída, bem ao lado, fica o Tagore, que é um reduto meio grunge, meio jazzie, meio louco de gente estranha e coisas esquisitas. Beba um Springbok, que é o coquetel local em homenagem ao time de Rugby da África do Sul (amarula e licor de menta). Mas só vá para Obs se estiver de carro e aprenda no mapa ou GPS o caminho antes de sair do hotel.

LA MOTTE Franschhoek

o passei pelos vinhedos do Cabo é um must, claro. E almoçar no La Motte também. As mesas ficam espalhadas pelo jardim. Peça uma tábua de queijos locais e vários tipos de vinhos. Dá para fazer degustação na área de produção dos vinhos e leva mais ou menos uma hora. A gente fez degustação por conta própria, comendo queijos, dando risadas e escolhendo nós mesmos os vinhos do cardápio. Na saída passe na lojinha…

 

WATERKLOOF Strand – Stellenbosch

um lugar “breathtaking”. A vista é inacreditável e a arquitetura é ainda mais. Faça uma reserva meio cedo, para conseguir tomar a primeira taça de vinho do lado de fora, na sacada, vendo o por do sol! Vai ser uma das experiências mais gratificantes da viagem. Nós chegamos lá no fim do dia, depois de passear pelos vinhedos, pela cidadezinha de Stellenbosch (não vale a pena a parada). Então o lugar ficou parecendo um pouco longe. Mas na hora de voltar para casa, pela autoestrada, foram 20 minutos até chegarmos de volta em De Waterkant. Faça reserva.

VIDA E CAFFÉ por todos os lados

a rede de cafés Vida e Caffé está por todos os lados. Parece algo meio Starbucks mas o café é bom de verdade e eu comi um croissant com chouriço português que dá vontade de voltar para lá para comer mais  um. O tema é Portugal, o nome dos pratos e bebidas são em português. Ideal para um quick breakfast ou uma parada estratégica no meio da tarde para cortar o efeito do vinho tinto tomado no almoço. O de Camps Bay, que fica na beira mar, é no meio do agito. Ver o por do sol ali é outra coisa bacana de se fazer, mas daí sente-se em um restozinho mais glamour.

ASOKA 68 Kloof Street – Gardens

bar ideal para ver o beautiful people de Cape Town. Serve uns drinks ótimos e criativos. Tem um com champagne e maracujá, onde a fruta vem quase inteira no copo. Na verdade, toda a Kloof Street é cheia de lugares bacanas. Ela é a continuação da Long Street, que fica mais para o centro (City Bowl) e tem uma vida noturna mais jazzie. Kloof St é mais cosmo. Uma sugestão é ir ao bar  Daddy Cool do hotel Grand Daddy, na Long Street para ver como a nova classe negra emergente do país se diverte. Depois fique uma horinha dentro de algum bar de African Jazz (pode ser o Mamma Africa) ali por perto e, por último, suba para o Asoka para uma imersão em Cape Cool.

 

IMPERDÍVEIS

Ver o por do sol em Signal Hill, com o estádio onde foi a Copa de 2010 lá embaixo.

Curtir um pouco do agito da praia de Clifton 3, ainda mais se for fim de semana.

Ir até o Cabo da Boa Esperança pela Chapman’s Peak Drive.

Na segunda-feira, cante no karaokê do Bronx, em De Waterkant

Comprar deliciazinhas no Spar do Cape Quarter (produtos do Melissa’s são ótimos).

Comer em todos os lugares indicados acima (vou pedir para o Nuno, Pati e Tom adicionarem as sugestões deles nos comments)

E BOA VIAGEM!

 

Santiago do Chile: pulphotel > The Aubrey

Uma opção bacana em Santiago do Chile, com charme e estilo, é o The Aubrey, em Bellavista. Ao contrário dos WsRitzsHyatts, o Aubrey está em uma construção antiga, toda reformada, no bairro animado. Há quartos com preços bem acessíveis e suítes para quem prefere mais espaço ou está comemorando algo especial. Já sei onde vou ficar na minha próxima ida a Santiago.

Vicente

Lobby do hotel

uma das suítes

o quarto standard

a localização

Moscou: o novo destino cult da Europa

1) Sabia que há voos diretos do Brasil para Moscou? É uma linha sazonal, que funciona durante o inverno russo. Mas qualquer um pode embarcar do Rio para lá, com a Transaero.

2) Sabia que brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia?

3) Sabia que Moscou é uma das novas queridinhas das artes contemporâneas na Europa? Junto com os novos emergentes China, Brasil e Índia, a arte na Rússia está em alta. Três estabelecimentos atraem o art set mundial com exposições diferentes e arquitetura “show de bola”. O Winzavod era um conjunto de armazéns velhos de vinho que foram reformados e transformados em ateliês, galerias e cinemas. São 20 mil metros quadrados de arte, uma nova Meca cultural a poucos minutos da Praça Vermelha.

Já a Garage é para Moscou o que a Saatchi Gallery foi para Londres nos anos 1990, investindo em exposições de prestígio de pesos pesados como Rothko. O café e a livraria são lugares para passar horas, ainda mais se estiver -25ºC do lado de fora.

E a cereja do bolo é o Moscow Multimedia Art Museum, que está com uma super exposição sobre a Gorbatchov, a Prestroika e os tempos de Ieltsin.

Vamos para lá? O verão nos aguarda!

 

Aniversário de Curitiba

 

A Fundação Cultural de Curitiba escolheu o artista Tom Lisboa para fazer a capa do Guia Especial de Curitiba – Edição de Aniversário. Tom, com sua série de polaróides invisíveis, escolheu “imagens” que fazem parte do imaginário da cidade. Ao invés de fotos tradicionais, é o leitor que lê a imagem e faz a sua própria em sua cabeça. O que você vê quando lê: “barraquinha vendendo pinhão”?

Aguardamos ansiosos esse novo guia e lembramos que quem quiser descobrir o melhor de Curitiba, é só comprar o Guia Essencial de Curitiba, da Pulp.

 

Livros e viagens, uma combinação perfeita

A grande biblioteca do hotel, que fica ao lado do lobby

Foi logo após voltar da Tailândia, em uma viagem com seus filhos pequenos, que a Patricia resolveu escrever o livro Crianças a Bordo. O que ela queria é que várias outras mães que têm filhos e vontade de viajar deixassem de ser enroladas e colocassem o pé na estrada.

Um dos lugares por onde Pati & family passaram foi Koh Samui, no sul da Tailândia. E é lá que está o novo hotel The Library, que mistura design, spa e literatura. A inspiração principal do lugar são os livros e eles entram em vários detalhes da decoração. Que vontade de ficar jogado na frente do mar lendo um bom livro, não?

café da manhã de frente para o mar

detalhe no gramado

é hoje!

Hoje vai ao ar, na Rede Globo, a entrevista que Vicente deu para Jô Soares sobre suas experiências no exterior. Mas o bom foi que ele acabou falando de mais coisas, inclusive de viajar com crianças! ;-) Enquanto isso, no Rio de Janeiro, Patricia Papp irá ao ar ao vivo no programa Hora do Blush, na Rádio Sulamérica. Viva a Pulp!

Esperando Godot… Pulp style

Enquanto a famosa entrevista do Vicente no programa do Jô Soares não vai ao ar, a Patricia já fez o seu début televisivo na Rede TV!. Ela foi até a casa de uma família e ensinou-os a arrumar uma mala com o essencial. Sempre há coisas novas para aprender. Veja o trecho do programa Destaque, onde Patricia dá as suas dicas. E depois compre o livro, para a gente poder continuar viajando e contando as novidades para você.

 

Viagens e poesia?

A Pulp é essencialmente uma editora especializada em livros de viagem. Muita gente nos pergunta por que também editamos um livro de poesia, o Vida em Versos – Life in Rhymes, da Flavia Rocha Loures e a resposta vai em um poema de Mário Quintana:

INVITATION AU VOYAGE

Se cada um de vós, ó vós outros da televisão

– vós que viajam inertes

como defuntos num caixão –

se cada um de vós abrisse um livro de poemas…

faria uma verdadeira viagem…

Num livro de poemas se descobre de tudo, de tudo mesmo!

– Inclusive o amor e outras novidades.

Nossos livros pelo mundo

Sempre levamos os nossos livros nas viagens para fazer o test-drive. Eles foram vistos em diversos lugares. Para saber os endereços por onde passamos em nossas aventuras pelo mundo, não deixe de visitar o VIAGEM.VC.

O Manual de Viagem sugere que você pegue uma cópia do Village Voice em Nova York para ficar a par da programação da cidade

Ele também sugere que você sente-se por alguns minutos e programe o seu dia, antes de sair explorando a cidade. Aqui, o Manual foi visto em um Starbucks de Montreal enquanto eu degustava um Green Tea Latte

Em Trânsito, um capítulo para ler antes de ir ao aeroporto. Um dia antes da volta ao Brasil, lia as informações enquanto fazia o meu pedido no The Smile

Pais descolados pegam metrô em Nova York. Aprenderam no Crianças a Bordo e agora sempre levam os filhos para cima e para baixo.

Visite Curitiba de uma maneira diferente com o Guia Essencial de Curitiba

Desde o lançamento do Guia Essencial de Curitiba no dia 13 de agosto estamos recebendo muitos comentários bacanas de gente que comprou o Guia e foi descobrir a cidade com ele a tiracolo. As pessoas têm feito pequenas descobertas em lugares por onde passam todos os dias, como uma escultura diferente, um prédio para o qual nunca tinham olhado. Outras foram conhecer parques e museus que ainda não conheciam, inspiradas nos contos do Guia.

A intenção que tínhamos era essa: que as pessoas sintam que o Guia é um companheiro bacana, que vai contando “causos”, dando dicas e criando um repertório de experiências legais por Curitiba. Se você ainda não tem o seu, compre já para poder aproveitar melhor os dias de sol que vêm por aí.

Guia Essencial de Curitiba

Em Curitiba ele está à venda nos seguintes pontos:

Livrarias Curitiba | www.livrariascuritiba.com.br | FNAC ParkShopping Barigui | Galeria Lúdica | Endossa | Ghignone | Restaurante Madalosso | Oli Gastronomia

Trabalhando na Gran Vía

A Gran Vía de Madri está completando 100 anos. Durante todo o ano, vários eventos e festas acontecerão (e já aconteceram) para festejar a rua mais famosa da capital espanhola. Encontrei esta foto tirada em um café em plena Gran Vía, no mês de abril, quando fui até a Espanha para um casamento. Estava finalizando o texto do livro Manual de Viagem. Nada melhor do que acabá-lo em grande estilo, com um cappuccino e um croissant. Na Gran Vía, por supuesto.