Para comer bem no Rio de Janeiro

Adoramos o Rio e sempre que podemos, damos uma escapada para passar o fim de semana no Leblon e Ipanema. Ontem, recebemos a Revista da Florense (edição 33), que tem uma matéria muito bacana sobre as chefs descoladas do Rio. Dividimos aqui com você as dicas para a sua próxima viagem. Vale lembrar que nosso Guia Brasil também está cheio de dicas ótimas do Rio.

Miam Miam e Oui Oui, da chef Roberta Cisca. O Miam Miam a gente já conhece. Fica em Botafogo, pertinho do Shopping Rio Sul. A comida é uma delícia e o ambiente superdescolado.

O Venga é bem pequeno, mas sempre é um agito. O movimento dos garçons, a decoração bem cuidada e o bochicho das pessoas conversando, comendo ou esperando mesa torna tudo muito bom. Daí, quando chegam os tapas, você quase morre de tão deliciosos que são. Parabéns para a chef Ciça Roxo.

Um endereço bastante conhecido em Ipanema é o Zazá Bistrô. Quem ainda não foi está perdendo um dos melhores cardápios do Brasil. ;-) Tudo é saboroso, bem preparado e bem servido. Tem gente que fica horas sentado ali na frente, nas árvores e bancos da calçada esperando uma mesa (sugiro reservar, via internet). A revista Condé Nast Traveller incluiu o restaurante da chef Zazá Piereck entre os 100 mais agradáveis do mundo, ou seja, viu o que você está perdendo? ;-)

Ainda não conheço o Zuka, da chef Ludmilla Soeiro, mas só em ler o artigo fiquei com água na boca. Há sete anos a carioca comanda o local, que serve atum semi cru com tagliatelli de pupunha e molho teryaki. Vou marcar minha passagem já!

Vou aproveitar a passagem para conhecer o Coccinelle Bistrô, esta novidade no centro da cidade, próximo ao Arco do Telles. Imagine uma japonesa nascida em Tokyo, ex-modelo e hiperviajada. Ela casa com um francês de nome exótico e juntos vêm morar no Brasil. Bem, é a história da Maya de Roquemaurel, que comanda a cozinha francesa do bistrô de alma japonesa.

Ou seja, o Rio de Janeiro continua lindo!

 

Anúncios

Vida de Criança


Quem estiver no Rio de Janeiro, não pode perder a exposição “Vida de Criança” da artista Eve Ferretti. A exposição fica até 8 de março no Café Lunático.

 

EXPOSIÇÃO VIDA DE CRIANÇA

Lunático Café e Cultura
Rua Visconde de Carandaí, 06 – Jardim Botânico
Rio De Janeiro, Brazil
Até 08 de março de 2011

 

A artista Eve Ferretti no lançamento da exposição (imagem do blog 1001Roteirinhos)

 

O trabalho da Eve vai ilustrar o próximo livro de viagens da Pulp, que já está quase pronto! Aguardem!

 

 

é hoje!

Hoje vai ao ar, na Rede Globo, a entrevista que Vicente deu para Jô Soares sobre suas experiências no exterior. Mas o bom foi que ele acabou falando de mais coisas, inclusive de viajar com crianças! ;-) Enquanto isso, no Rio de Janeiro, Patricia Papp irá ao ar ao vivo no programa Hora do Blush, na Rádio Sulamérica. Viva a Pulp!

Pati Papp em tarde de autógrafos na Livraria da Travessa – Leblon

Obrigado a todas as pessoas que foram prestigiar a tarde de autógrafos da Pati Papp na Livraria da Travessa do Shopping Leblon, no Rio. O evento foi um sucesso. Teve até congestionamento de carrinhos de bebê. Quem não pôde ir, pode comprar o livro através do site www.travessa.com.br.


O Rio de Janeiro e o Brasil estão em alta

O otimismo que contagia os brasileiros está sendo disseminado mundo afora. Nunca houve um interesse tão grande em tudo o que é relacionado ao Brasil. Somos BRIC, teremos Copa do Mundo, Olimpíadas e nossa economia vai de vento em popa.

A revista Monocle publicou um encarte especial sobre o Rio de Janeiro em sua edição 31. Para isso, os jornalistas londrinos desembarcaram na cidade e vasculharam tudo o que tem de mais cool e badalado por lá. Entrevistaram designers, empresários, sambistas, livreiros, lojistas e chegaram à conclusão de que o Rio é o melhor lugar do mundo (isso foi antes das chuvas). O lançamento do encarte foi em uma festa na piscina do hotel Fasano (a Pulp foi convidada e compareceu) e notava-se a empolgação dos estrangeiros com a Cidade Maravilhosa.

Sabemos que o Rio não é perfeito e que há muita coisa ruim e errada por lá. Mas é bom saber que mesmo como todo o caos, a cidade continua apaixonante. Os cariocas têm comentado que a vida está melhorando por lá. Está mais seguro e o clima de otimismo é palpável. O Eike Batista deveria comprar a cidade e reformá-la todinha, daí ficaria ainda melhor.

Seguem algumas fotos do encarte da Monocle.

E para atiçar a curiosidade de todos, a capa da edição 33 da Monocle, que está nas bancas de todo o mundo, é Brasília.

www.monocle.com