Milão – a Itália que funciona

Olha gente, não é porque o guia Itália Sempre Itália foi editado por nós, mas estivemos em Milão por dois dias e nos encantamos com os lugares citados nele. Fomos jantar no Pisacco e no The Small. Aperitivamos no N’Ombra de Vin. Curtimos a curadoria do Spazio Rossana Orlandi, sentamos no café do 10 Corso Como por horas, bebendo Franciacorta. Quase enlouquecemos com as guloseimas do Peck e do Eataly. Subimos no telhado do Duomo, subimos a rampa moderna do Museo del Novecento. Compramos livros na Libreria Hoepli, ficamos embasbacados com as vitrines das lojas do Quadrilatero d’Oro. Até saímos na balada de Naviglio. Tudo isso em 2 dias! Viva #ItaliaSempreItalia

Para comprar, clique AQUI. E para dicas de viagem do Vicente Frare, editor da Pulp, clique AQUI.

Screen Shot 2014-03-24 at 4.49.09 PM

Tô indo para a Itália : um guia completo

O guia “Tô indo para a Itália” de Márcio Jardim, está à venda na LikeStore da Pulp.

Quem está planejando conhecer a Itália, agora tem um grande aliado para guiar tanto nas pesquisas preliminares quanto durante toda a viagem pelo país. O guia “Tô indo para a Itália” é o resultado de meses de pesquisa de Márcio Jardim, que publica o blog de mesmo nome e tem informações incríveis sobre várias cidades italianas.

Márcio ensina a planejar desde a poupança para a viagem, passando pela compra de passagens aéreas e passes de trem, por sites de reservas de hotéis e albergues até chegar ao roteiro dia a dia da viagem. Não fica nada de fora.

O autor detalhou tudo o que há para fazer nas cidades mais importantes da Itália

O mais interessante é que Márcio queria fazer uma viagem sem gastar com supérfluos. Por isso tinha, antes de sair do Brasil, uma prévia de gastos de cada atração, cada refeição e cada coisa que queria fazer. Ao longo da viagem, ele comparava o que havia gasto com o que havia planejado. No final do guia ele presta contas ao leitor.

Planilha diária de custos da viagem do autor, com prestação de contas

Para quem tem pouca experiência em viagens internacionais, “Tô indo para a Itália” é companhia essencial. Tenho certeza que sua experiência pelas ruas de Roma, Milão, Veneza, Florença e Nápoles serão muito mais interessantes com ele a tiracolo.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS:

Nome: Tô indo para a Itália

Autor: Márcio Jardim

Tamanho: 15x21cm – 224 páginas coloridas e ilustradas

Cidades e regiões: Milão | Lago di Como | Turim | Verona | Pádua | Vicenza | Veneza | Florença | Pisa | Lucca | San Gimignano | Siena | Arezzo | Cortona | Cinque Terre | Assis | Roma | Vaticano | Pompeia | Sorrento | Capri | Positano | Nápoles | trens

Preço: R$ 45,00 (inlcui a postagem para todo o Brasil por carta simples dos Correios)

Venda através do blog do autor ou pela LikeStore da Pulp Edições. Ao entrar na página, basta clicar no ícone CLIQUE & COMPRE

Hotéis muito #phynos

Hoje é a inauguração do Hotel Bulgari em Londres. A famosa joalheria empresta seu nome, que é sinônimo de luxo e elegância, para mais um empreendimento hoteleiro. Há outros dois, um em Milão e outro em Bali.

O hotel conta com 85 apartamentos, sendo 7 suítes e fica a poucos quarteirões da Harrods e do Royal Albert Hall, em Knightsbridge. Para quem não está disposto a gastar o equivalente a um anel de brilhantes com a hospedagem, uma passada no Il Bar já serve de inspiração na viagem.

Para os fãs de hotéis ligados a grandes nomes da moda, a lista fica cada vez mais interessante. Christian Lacroix assinou a decoração do novo Sofitel So, em Bangkok. Não vai tão longe assim? Em Paris ele foi responsável pela decoração do Le Petit Moulin, no Marais, e do Bellechasse, em Saint Germain des Prés.

Salvatore Ferragamo, dos maravilhosos sapatos, criou dois hotéis na Itália, um em Florença e outro em Roma, que fazem parte da rede Lungarno. E Giorgio Armani impressiona com o hotel no Burj Khalifa de Dubai e outro, recém-inaugurado, em Milão. Delícia viajar assim, né?

Milão, destino descolado na Itália

Hoje nos pediram dicas de Milão na nossa página do Facebook e aqui vão algumas, baseadas no M&Guia Selected, um dos primeiros livros de viagem da Pulp, escrito por Erika dos Mares Guia.

 

 

 

 

 

HOTÉIS

Il Resentin: São apenas 4 apartamentos em um restaurante muito charmoso. Pode até se dizer que é um restaurante com alguns quartos.

Nhow Hotel: Para criativos e amantes de design, favorito de Karim Rashid.

Bulgari Hotel: luxo discreto e elegante.

Armani Hotel: o hotel mais badalado do norte da Itália.

E a #pulpdica de hotéis é a seguinte: mesmo que você não se hospede nos bãm-bãm-bãs, vá ao menos tomar um drinque nos bares deles, para sentir a atmosfera e respirar o ar perfumado e cheiroso ;-)

RESTAURANTES

• Da Giacomo: ristorante, bistrô, pasticceria e tabacaria “all in one”. É de dar água na boca a qualquer hora do dia.

• Dal Bolognese: amantes de antipasti fresquíssimos não podem deixar de comer nele.

• Chatulle: ambiente clean e modernoso. Ideal para ver famosos durante as semanas de moda.

• Chandelier: quer entrar no cenário de um filme de Fellini?

• Obikà: este é o templo do mozzarella!

COMPRAS

10 Corso Como: a rainha mãe das concept stores europeias.

Gio Moretti: multimarcas com uma curadoria perfeita de roupas e acessórios. Tem também uma sessão linda de livros de arte, fotografia e design.

Valextra: para acessórios de couro à milanesa ;-)

Eataly: paraíso dos gourmands com produtos italianos direto das fazendas. Fez tanto sucesso que abriram filial em Nova York. A de Milão fica dentro da loja de departamentos Coin.

INSPIRAÇÃO

Antes da viagem, assista a “Io Sono L’Amore”, com Tilda Swinton.

 

 

Guia de viagens com dicas exclusivas: M&Guia Selected

Acaba de sair do forno a primeira edição do M&Guia Selected, um guia de viagens com dicas exclusivas de Londres, Paris, Milão, Buenos Aires e Miami. Erika dos Mares Guia abriu seu caderno de viagens para a Pulp, que compilou as melhores dicas neste guia charmoso e que cabe na bolsa.

São dicas dos melhores quartos de hotel, das mesas favoritas, pratos deliciosos, lojas imperdíveis, vitrines que vale a pena conferir, night out e muito mais. As ilustrações foram feitas por Irina Troitskaya, que vive em Moscou. O texto foi escrito por Vicente Frare, viajante inveterado e editor da Pulp. O projeto gráfico e diagramação são de Pati Papp.