E a Tutano #09 chegou!

É uma alegria só quando a Tutano chega da gráfica. A cada edição ela fica mais bacana, maior, com textos mais divertidos e receitas mais deliciosas. A novidade é que a revista será vendida em bancas (tem mais uma novidade, mas essa está em fase-teste e só vamos contar daqui uns dias!), além da distribuição que já é feita para o mailling. Ou seja, você vai poder encontrar a sua em vários cantos da cidade!

Uma pequena degustação da edição #09 pra você ficar com vontade de devorar ela inteirinha…

No Menu Du Jour, Joy Perine (Zea Maïs) e Paulo Zanata (Don Max) ensinam receitas com feijão!

Captura de Tela 2014-02-21 às 10.36.19

A entrevista do Comida com Sotaque está impagável: um bate-papo divertido entre a Minhoca e o Guilherme Caldas sobre a Baixa Gastronomia.

Captura de Tela 2014-02-21 às 10.36.35

A coluna Comida pra que, escrita pelo Tiago Vidal Dutra, vai fazer você chorar de rir… como sempre

Captura de Tela 2014-02-21 às 10.37.43

Outro destaque são as receitas do Wellington Vieira, chef da Forneria Copacabana.

Captura de Tela 2014-02-21 às 10.37.59

A matéria da publicitária-blogueira-gaúcha (e nossa querida autora do Guia Essencial de Gramado e Canela) sobre as comidas típicas do interior do Paraná vai fazer você querer pegar o carro já e correr para a Colônia Witmarsun…

Captura de Tela 2014-02-21 às 10.36.50

Os veganos, vegetarianos, ovolactovegetarianos e até os “em cima do muro” foram lembrados na matéria Tofu Lovers.

Captura de Tela 2014-02-21 às 10.37.09

Tem muito mais coisa lá. Tá esperando o que pra adquirir o seu exemplar? Se não consegue esperar, dá uma espiadinha na edição online

Anúncios

Sobre gastronomia e viagens

Receita práticas e fáceis de fazer, dicas de culinária, viagens incríveis e muita irreverência! Já está circulando a nova Tutano, um projeto apetitoso da Pulp Edições.

receitas

capa Tutano nº4

 

A revista, assinada por Beto Madalosso, está ganhando espaço no cenário gastronômico curitibano e já virou referência quando o assunto é culinária e viagem.

fotos da Índia

uma viagem pela Índia

Divertida, bem humorada e cheia de informações bacanas, a nova edição abre com uma pauta que tem dado o que falar na cidade: a reforma do Mercado Municipal. Ouvimos clientes, lojistas e funcionários para saber o que acham das mudanças que estão acontecendo por lá. Já a seção On The Road traz o relato de Paola Seixas Gulin, que já foi modelo, trabalhou em uma grande empresa e decidiu descer do salto alto para explorar a Índia e mostrar que o mundo precisa de atitude!

bacalhau na páscoa

receita de arroz de polvo

 

Os chefs Eva dos Santos (Bistrô do Victor) e Emerson Félix Pereira (Kan) ensinam receitas incríveis para quem quer fugir do Bacalhau na Páscoa. Quer receber os amigos para um jantarzinho e surpreender na cozinha? Não perca a entrevista com a food stylist Ana Spengler. Ela ensina truques para deixar os pratos mais bonitos e decorar a casa com charme. E, como no fim tudo acaba em pizza, uma matéria recheada de muita mozzarella e molho de tomate, explica qual é a diferença entre as nossas pizzarias e as pizzarias italianas.

pizzaria

Pizzas italianas e brasileiras: qual é a diferença?

Madalosso

Receitas da Forneria Copacabana

Quer experimentar? Siga a Tutano no Facebook

Quais peças do Festival de Teatro de Curitiba você escolheu para assistir?

Screen shot 2013-02-21 at 2.14.32 PM

Está chegando uma das melhores épocas do ano em Curitiba. O Festival de Teatro sempre agita bastante a cidade. Além de várias peças, o Festival também tem atividades para as crianças, gastronomia, comédia, etc etc etc. Curitiba fica agitadíssima durante os dias de Festival e qualquer restaurante ou bar sempre fica animado!

Em 2013, ele será de 27 de março até 07 de abril. A programação completa já está online e o catálogo está sendo distribuído por vários lugares. Mas há tanta peça que fica difícil escolher. Eu vou atrás de ingresso para In The Dust, um espetáculo de dança da Escócia. Quero também ver Horses Hotel, um drama do Rio de Janeiro.

Fora isso quero ir ao Gastronomix!

Você já deu uma olhada na programação? Clique aqui para acessar o site ou vá atrás da hashtag #festcuritiba no twitter. E bons espetáculos!

_parte 1: Entrando na Twilight Zone

Perdi noção das horas. Meu corpo já não sabe mais se as 11 horas do relógio são da manhã ou da noite. Dentro do avião está escuro e tem até estrelinhas brilhando no teto, mas dá para ver pelas frestas das janelas que o sol brilha lá fora. Uma olhada na tela da minha frente diz que estamos sobrevoando a fronteira entre o Chade e o Sudão. Se tivéssemos que fazer um pouso forçado, será que iriam me levar para o Sheraton Khartoum? Fisicamente, queria me jogar em uma cama macia, de lençóis brancos e cheia de travesseiros. Não sem antes tomar um longo banho para lavar os meus cabelos, que nunca estiveram tão oleosos.

Só que ainda estou no meio da jornada entre Curitiba e Tóquio. Faltam as três horas de voo até Dubai, algumas horas perambulando pelo terminal no melhor estilo zumbi pós-moderno e 9 horas de voo até Narita, no impressionante Airbus A380.

Acho inacreditável e ainda fico surpreso com a possibilidade de entrar em um avião no Rio de Janeiro e, 14 horas e 7 fusos-horários depois, ser despejado em um terminal futurista no coração do Oriente Médio. O corpo viaja mais rápido do que a alma.

Já comi, já dormi, já assisti a todos os episódios da primeira temporada de 2 Broke Girls, já caminhei várias vezes até a fileira 21 (estou na 47, perto do rabo) e não consigo escolher um filme para assistir devido à enorme oferta. São mais de 1.500 programas, entre filmes, séries de TV, documentários, podcasts e jogos. Trouxe um livro, mas estou muito cansado para ler letras e tentar fazer sentido do escritor Haruki Murakami, em espanhol.

Por isso resolvi escrever, antes que sirvam nosso jantar, ou almoço, ou café da manhã, dependendo de qual relógio eu olhar. O meu, que ainda está no horário do Brasil, o do avião, que mostra o horário do sudanês ou o do destino. Isso sem contar que em Tóquio as pessoas já estão indo dormir, pois o sábado lá já acabou. O meu não existiu.

É a primeira vez que voo de Emirates depois de 6 anos. Houve uma época em que voo da Emirates para mim era mais fácil do que pegar táxi. Dubai-Londres, Sydney-Dubai, Malta-Trípoli, Hong Kong-Bangkok, Dubai-Nova York. Eu conhecia cada compartimento, cada barulho, cada tipo de avião. E a empresa continua impressionando. Fico chocado com o tamanho da tela de TV pessoal, com a iluminação da cabine, que simula tanto o nascer quanto o por do sol. A atenção do pessoal de cabine, a qualidade da comida, a oferta de bebidas e até com o conforto do assento (leia-se conforto com várias aspas, em se tratando de classe econômica).

Bem, chegou a hora de escolher entre o tajine marroquino de cordeiro ou o frango com feijão preto. Por hora é isso. Quando puder, escrevo mais.

Interview Curitiba

Já está circulando na cidade a Inteview, da Editora Abril. A edição marca uma nova fase da publicação, que foi lançada em 2011 – fez uma longa pausa – e agora volta com novo projeto editorial/gráfico. A responsável pela mudança é Rafaella Sabatowich, editora-chefe da revista. Foi ela quem convidou a Pulp para ter uma coluna de viagens, que estreia este mês com a matéria especial Shop Lovers: dicas de compras quentíssimas em Miami, NY e Buenos Aires. Vale a pena conferir!

Sanduíche-íche

hum… esse é do ‘Ino, em NY

Você sabia que o sanduíche nasceu durante um simples jogo de cartas no século XVIII? Diz a lenda que John Edward Montagu gostava tanto de jogar cartas que pediu ao seu servo que lhe trouxesse umas fatias de carne dentro de duas fatias de pão, para que pudesse comer enquanto jogava.

A comida ficou tão popular que essa semana até ganhou festa de aniversário (250 aninhos!) na cidade de Sandwich, no Reino Unido. O evento teve música ao vivo típica da época, feiras gastronómicas, concursos e encenações do momento em que o conde inventou o famoso “snack”.

Algumas sugestões de sanduíches deliciosos por aí e por aqui:

· várias opções do Pret a Manger – Inglaterra / EUA / Hong Kong;

· o Club sandwich do restaurante Guy Savoy, no Ceasars Palace, em Las Vegas;

· o Sweet Coppa com pimentas e rúcula do ‘Ino, em Nova York;

· o Hamburguer do Seu Oswaldo, em São Paulo;

· o Cheesburguer Clássico do Madero, em Curitiba.

Copacabana em Curitiba

Mais uma ótima opção de restaurante no polo gastronômico da Itupava. Beto Madalosso inaugura hoje a Forneria Copacabana, um sonho antigo do conhecido restaurateur curitibano. Além de aventuras pelo mundo (foi até o Alasca com o irmão de moto), Beto gosta de cozinhar e sempre teve vontade de servir pratos preparados no forno à lenha. Bem, agora o sonho tornou-se realidade. Interessante a descrição que ele faz do restaurante: “Se fosse para eu vestir a Forneria Copacabana, ela usaria calça rasgada, camisa desbotada e teria tatuagem”, diz Beto.

Leia a matéria completa no Descubra Curitiba.

Forneria Copacabana

Rua Itupava 1155

de terça a sábado, das 19h às 24h.

41 3363 5565

Aniversário de Curitiba

 

A Fundação Cultural de Curitiba escolheu o artista Tom Lisboa para fazer a capa do Guia Especial de Curitiba – Edição de Aniversário. Tom, com sua série de polaróides invisíveis, escolheu “imagens” que fazem parte do imaginário da cidade. Ao invés de fotos tradicionais, é o leitor que lê a imagem e faz a sua própria em sua cabeça. O que você vê quando lê: “barraquinha vendendo pinhão”?

Aguardamos ansiosos esse novo guia e lembramos que quem quiser descobrir o melhor de Curitiba, é só comprar o Guia Essencial de Curitiba, da Pulp.

 

Visite Curitiba de uma maneira diferente com o Guia Essencial de Curitiba

Desde o lançamento do Guia Essencial de Curitiba no dia 13 de agosto estamos recebendo muitos comentários bacanas de gente que comprou o Guia e foi descobrir a cidade com ele a tiracolo. As pessoas têm feito pequenas descobertas em lugares por onde passam todos os dias, como uma escultura diferente, um prédio para o qual nunca tinham olhado. Outras foram conhecer parques e museus que ainda não conheciam, inspiradas nos contos do Guia.

A intenção que tínhamos era essa: que as pessoas sintam que o Guia é um companheiro bacana, que vai contando “causos”, dando dicas e criando um repertório de experiências legais por Curitiba. Se você ainda não tem o seu, compre já para poder aproveitar melhor os dias de sol que vêm por aí.

Guia Essencial de Curitiba

Em Curitiba ele está à venda nos seguintes pontos:

Livrarias Curitiba | www.livrariascuritiba.com.br | FNAC ParkShopping Barigui | Galeria Lúdica | Endossa | Ghignone | Restaurante Madalosso | Oli Gastronomia

Nova exposição de Tom Lisboa

Na quarta-feira, dia 16 de junho, Tom Lisboa apresentará sua mais nova criação; Caractere(s) Retratos em Preto e Branco, no Paço Municipal. São imagens que se formam na cabeça do espectador ao ler descrições de personagens da literatura. Podemos dizer que é uma exposição de fotos na qual o visitante é quem faz as imagens. E, de quebra, aprende e relembra trechos imperdíveis de livros memoráveis.

Mais informações no site www.sinTOMnizado.com.br/caracteresrpb

Mais um ótimo restaurante para Curitiba

Quem mora em Curitiba sabe que a família Madalosso é sinônimo de boa mesa. Seja em Santa Felicidade ou no Batel (Vin Bistro e Spring), sempre há alguém da grande família italiana por trás.

Durante anos, sempre almocei no Restaurante Spring do Design Center, no Batel. Adoro as saladas frescas e criativas e os pratos quentes sempre são no ponto, suculentos e saborosos. Sem falar dos sucos naturais. Acho que até hoje não peguei gripe A por causa do suco Verdão, especialidade da casa.

Hoje inaugurou mais um Spring, desta vez no Juvevê, bem parto do Museu Oscar Niemeyer. A casa é ampla, com muito verde e vidro. O chão de madeira foi mantido e todo o lugar é muito confortável e aconchegante. A comida, não preciso nem falar. É simplesmente deliciosa. Vale a pena conferir.

Restaurante Spring Juvevê

Rua Euzébio da Motta, 647

www.restaurantespring.com.br

A propósito, você também acha que “o lado de lá” de Curitiba está ficando cada vez melhor? Juvevê, Cabral e Alto da XV têm cada vez mais opções descoladas. Qual a sua favorita?

Evento gastronômico Soho Batel – Praça Espanha

Nesta sexta-feira, dia 21 de maio, das 18h às 22h e no sábado, do meio-dia às 21h vai ter mais um evento Empório Soho Batel, na Praça Espanha. Comes e bebes dos restaurantes mais bacanas da região em clima de festa. Enche de gente bacana e o clima é sempre animado. Dá para experimentar diversos pratos e se divertir bastante. Se não chover, melhor ainda.

Correria de final de ano

Final de ano é sempre corrido. Parece que ao chegarmos perto da data limite tudo fica mais ‘hectic’. Já perceberam a loucura que está o trânsito?

Em meio a prazos curtos e projetos para 2010 fomos na expo do Vik Muniz no MON e está bem legal. Vale a pena tirar um tempo da tarde para passar por lá e depois tomar um café no Café do Museu.

Neste final de semana vamos fazer nossas compras de Natal no Mega Bazar Lúdica, que promete ser o melhor de todos os já feitos até hoje. Vai ser sexta, sábado e domingo na Casa Vermelha do Largo da Ordem. www.galerialudica.com.br

E quem estiver de passagem por Nova York, não deixe de visitar a expo do Tim Burton no MoMA! Vá e conte para a gente como é pois estamos morrendo de vontade de fazer uma raspa nas nossas milhas para ir até lá.

Galeria Lúdica é show de bola

Ontem foi a inauguração da Galeria Lúdica em Curitiba, um espaço cheio de novidades. São camisetas, calças, sapatos, sandálias, bolsas, livros, quadros e tudo o que as mentes criativas da cidade resolvem fazer. A festa foi o máximo e juntou os modernos da cidade.

Temos que prestigiar o lugar, principalmente na hora das compras de Natal. Achei o pessoal da Lúdica super corajoso para embarcar nesta aventura e merecem que a coisa emplaque! Ela fica aberta de segunda a sábado das 10:00 às 22:00 na esquina da Duque de Caxias com a Inácio Lustosa. Tem sempre gente bacana por lá

www.galerialudica.com.br

IMG_0570IMG_0572

Praça Espanha aka Soho Batel

Neste último final de semana foi a minha vez (Vicente) de ficar encantado com a Praça Espanha, no coração de Curitiba. O tempo ajudou pois não choveu, apesar das nuvens carregadas. Havia um evento chamado Empório Soho, no qual os restaurantes da região armaram barraquinhas e cada um oferecia o que há de melhor em seus cardápios.

Eu comi vários: a pescada amarela com espuma de gengibre do EdVino, o cuzcuz marroquino do Sel et Sucre, o risoto de ragu de cordeiro do Caffe Milano, os raviolis de queijo brie com pera e molho de alho poró do Rosmarino e o polpetone Tartine. Faltou espaço na barriga para comer mais mas todos os pratos estavam com uma cara ótima.

Isso mostra que quando alguém quer fazer as coisas darem certo, elas acontecem. Durante anos a gente queria agilizar a Praça mas sempre escutava a mesma ladainha do ‘é difícil’, ‘é complicado’, etc etc… Bem, o evento deste final de semana provou o contrário. E podem falar mal do Soho Batel à vontade. Talvez não tenha sido a escolha de nome mais original, mas pelo menos há alguém fazendo coisas legais em Curitiba.

Aguardamos o próximo evento!IMG_0514IMG_0515IMG_0516

Sábado de sol

No meio de muita chuva, sábado foi uma tarde fantástica na Praça da Espanha. Fomos lá meio despretensiosamente, assistir uma banda que ia tocar (Foreplay).A praça estava cheia, psessoas sentadas na grama, crianças e cahorrinhos comportados. Fomos almoçar no Pata Negra. AConseguimos uma mesa ali fora e estavamos nos “tapas” quando chegou a Priscila Palma (Shopping Mueller) com o Thiago Costackz, o artista plástico que criou a exposição Mítos e Ícones, que está no Shopping Mueller.

Picture 7

Ele é original de Natal, mas agora está morando em Sampa. A obra dele muito bacana: ele fez uma releitura sustentável de grandes ícones como Venus de Milo, Davi e a Rainha Elizabeth I e recursos como fibra de garrafa pet e tinta feitas à base de água. Esta exposição segue para países como França e Alemanha.

Fernanda Tavares  de Thiago Costackz como a Venus de Botticelli

Fernanda Tavares de Thiago Costackz como a Venus de Botticelli

O vestido da Maria Antonieta foi feito com fibra de garrafa pet

O vestido da Maria Antonieta foi feito com fibra de garrafa pet

Além de ter um trabalho muito bacana ele é um cara muito legal. Uma de suas maiores angustias é a falta de museus em Natal e no Nordeste. Ele quer democratizar a arte, pretende abrir um museu de arte contemporânea em Natal. Claro que enfrenta um milhão de barreiras e impecílio, mas com certeza a projeção interncional que ele está conseguindo, vai ajudar bastante.

Mais uma vez vamos depender da boa vontade e da visão das marcas! (aliás ele usou famosos e celebridades como Carolina Dieckmann e Fernanda Tavares justamente para conseguir mais projeção).

Curitiba com cara de São Paulo

Um dos eventos do Festival de Curitiba foi o Gastronomix. Apesar de não ter conseguido ir em nenhuma peça este ano, estava morrendo de vontade de ir neste evento, principalmente por causa dos chefs, mas também pelo conceito (meio quermesse), pelo lugar (vão do MON) e pelo fato de ser no fim-de-semana.
Lá fomos nós, de mala e cuia pro museu. Tava muito lotado. Muito lotado tipo São Paulo. Tipo feirinha da Liberdade em São Paulo. Fila pra comprar ficha, fila pra bebida e muita, muita fila em todas as barracas. Neguinho comendo em pé mesmo. Ninguém parecia muito revoltado. Acho que o povo entrou no clima. Vi um canto em uma mesa coletiva e resolvi pegar o lugar. Me dei bem. Mas daí, quando fui pra fila pra comer, tinha acabado a comida. De todas as barraquinhas, uma por uma. Dos chefes de fora, dos chefs daqui, do Celso Freire, do arroz de Siri, da nossa Kika Marder, acabou tudo. Não eram nem duas da tarde, quando isto aconteceu.
No dia seguinte, foi igual.
Tomara que alguém com dinheiro ou poder, se inspire no fenômeno que foi o evento e faça de novo. E que da próxima vez, de tempo de eu comer!

Patipapp

Philip Kotler em Curitiba e o Zmet

Na palestra de Philip Kotler hoje cedo algumas coisas me surpreenderam. Estamos em um evento de marketing e, em teoria, pessoas antenadas deveriam estar entre a platéia. Claro que havia muita gente bacana e que faz coisas novas e interessantes na comunicação em Curitiba. Mas onde estavam os blogueiros? Os twitteiros? Será que os geeks não se interessam por Kotler?

Talvez não. E este é o grande paradigma da comunicação atual. Kotler é o guru de muita gente, principalmente quem está hoje em posições altas em grandes empresas. Ele é um profundo conhecedor das técnicas de marketing e revolucionou tanto e ensino quanto o estudo desta “ciência”. Mas senti um pouco de “desconexão” com o mundo atual, que tem andado muito mais depressa do que o guru.

Começou falando dos BRICs (todo estrangeiro que vem dar palestras adora falar dos BRICs). Disse que a China é a fábrica do mundo, a Índia é o escritório do planeta. E o Brasil? Segundo ele, somos a fazenda do planeta. Estaremos condenados a ser apenas os fazendeiros globais?

Em seguida disse que o Brasil precisa criar marcas globais. Alguém contou para ele da presença do Grupo Positivo no exterior? E a Ambev? Vale? Havaianas? Grendene? Odebrecht? Petrobras? Perdigão? Sadia? Itaú? TAM? Rede Globo? Gerdau? Klabin? Natura? Boticário? Embraer? Votorantim? Friboi? Florense? Artefacto? Vicunha? Tigre? Santista?

Bem, ele mencionou a Varig.

Falou também que agora as empresas podem fazer tele-conferências e até mesmo colocar os comerciais no YouTube ou criar um blog.

Ok, ok. Talvez eu esteja sendo muito crítico. Afinal ele também falou da importância das novas mídias, do marketing passar a ter um papel fundamental nas empresas, do fundamental que são as “conversas” sobre os produtos, de criar buzz, etc.

O mais interessante foi o tal do Zmet. Isto é onde entra a Pulp. Zmet, traduzido para português fica mais ou menos como Técnica de Evocação de Metáforas de Zaltman (o tal do Z). Consiste em fazer que as marcas tenham atributos psicológicos, inconscientes, cognitivos. São as coisas que ninguém sabe explicar direito o porque tal marca é mais “cool” do que a outra.

Vou almoçar porque à tarde tem mais.

photo

Que bom que o inverno chegou

Já estava na hora do inverno chegar a Curitiba. Adoramos acender as lareiras, comer fodue, usar cachecol. Nossa cidade é tão européia que as estações aqui acontecem em sintonia com a Polônia. Faz uns dois meses que a cidade está coberta por nuvens espessas, com um clima bem londrino, ou melhor, irlandês (dizem que chove mais em Dublin do que em Manchester).

Duas invenções que nossos coolhunters nos passaram por email são ideias para esta época do ano. Uma é um “sofá-prateleira” e a outra são gavetas nos degraus das escadas, ideais para as meias grossas e as pantufas.

att00073

att00076