Quem disse que eles não ouvem as mulheres?

Uma pesquisa divulgada recentemente pela Global Strategy Group revela que o consumidor de luxo é muito menos fiel em relação às marcas do que consumidores de outros segmentos. Para a pesquisa, foram selecionados 200 homens com renda anual acima de US$ 250 mil.

Um dado contraditório: apesar de estarem consumindo cada vez mais, apenas 56% admite que gosta de fazer compras. Isso porque eles não querem ser incluídos no grupo dos que “adoram shoppings”. Os frequentadores assíduos de shoppings são vistos como pessoas desocupadas e tempo livre é um recurso que muitos desses homens não têm. E os que têm não admitem (não pega bem, né?). Lojas como a Hickey Freeman, por exemplo, alteraram seu horário de atendimento (abrem mais cedo e fecham mais tarde) para atender este público.

Quanto às lojas preferidas, vários são os fatores que influenciam a decisão da compra, mas o mais importante é a opinião feminina. Eles afirmam que recebem informações sobre moda e tendências de suas mulheres e namoradas (sim, eles ouvem!!).
F. giorgioarmani