em nome da crise

spfw02

A crise bateu também na decoração da Bienal. Nada de cenários mirabolantes, mas sim uma característica que é quase inerente aos tempos de recessão: a criatividade aliada à sustentabilidade. Bem no meio do prédio, um lustre gigante lembrava a pompa dos ambientes franceses. Mas o objeto, adaptado e reciclado, foi  feito com mais de seis mil garrafas PET.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s