Maria Janssen – WGSN

foto_maria-janssen

O Worth Global Style Network (WGSN), fundado em 1998 no Reino Unido, é líder mundial em investigação, análise e previsão de tendências de moda, design e retail. Na entrevista a seguir – realizada pela jornalista Vanessa Almeida, nossa coolhunter em Barcelona – Maria Janssen, Global Managing Editor do instituto, fala sobre as mudanças que a moda está passando para entrar em sintonia com a nova situação mundial e destaca as tendências-chave para 2009.

Quais são as principais tendências para este ano?

Uma atenção especial ao poder da mulher, representada principalmente por ícones como Michelle Obama, Carla Bruni e Hillary Clinton. Outra tendência é a idade como símbolo da sabedoria, uma negação do perfeito, do “efeito Photoshop”. O luxo simples, menos ostentador, mais artesanal, elegante e discreto também ganha espaço. Lentamente o conceito exagerado de “marca” está desaparecendo. Deve prevalecer o slow fashion, a moda atemporal. O consumidor controla a moda atualmente, não a indústria. As estações e temporadas são cada vez menos importantes, o que se deve também às mudanças climáticas. Os estilistas farão suas coleções quando tiverem algo a dizer, não porque são obrigados a cumprir o calendário. A consciência ecológica continua em alta.

cob01

Como essas mudanças podem influenciar eventos como feiras ou semanas de moda?

A mudança é uma evolução, não uma revolução. Nada vai desaparecer, mas o mercado está se adaptando. As feiras serão menores, mais pessoais, menos voltadas ao glamour e mais aos negócios. Com a tecnologia, as opções se multiplicam. Já é possível, mas será muito mais, ver todos os desfiles das semanas de moda do mundo inteiro em casa. Os estilistas encontrarão novas formas de apresentar suas coleções fora do circuito oficial – convites pessoais, performances, exposições, muitas vezes, sem ser ao vivo.

E na forma de comunicar?

As marcas passam a comunicar de forma diferente e a imprensa também. Os blogs são cada vez mais importantes, mas as grandes revistas não vão desaparecer. A informação será mais segmentada em cada meio. Notícias sobre celebridades, tendências, eventos, estão migrando para os blogs. O público quer mais transparência, interação e, cada vez mais, domina as novas tecnologias.

cob02

A crise influencia essas mudanças?

A crise está atuando na forma de pensar da indústria e do consumidor. Um produto, atualmente, precisa ser funcional e útil. Ele precisa chegar através de um apelo emocional, mas se não respeitar as necessidades dos clientes, não servirá para nada. O mercado de luxo não desaparecerá, mas será mais discreto. As empresas não querem correr riscos, querem mais segurança nas decisões. E os consumidores também.

cob03

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s