Livros para o verão (que acabou de chegar)

Para quem gosta de ler, seguem algumas sugestões para as férias de final de ano. Eu, leitor compulsivo que sou, devoro tudo.

Saga Lusa, de Adriana Calcanhotto é hilário. Ela foi para uma turnê em Portugal, tomou um golpe de ar, ficou meio gripada e deram uns remédios estranhos para ela. Por isso ela ficou muitos dias sem conseguir dormir. Na pira da insônia ela escreveu o livro. Quem é meio surtado vai se identificar com a história.

picture-11

Arrumando as malas de Danuza Leão: ideal para quem vai estar na praia (talvez abaixo de chuva) mas gostaria é de estar na Europa. Leiturinha fácil e fútil mas deliciosa. Dá vontade de comer os tapas de Sevilha, de visitar as lojas de Paris e andar de Vespa na madrugada de Roma. Ah, e também de dar um soco na Danuza.

picture-21

Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, do sueco Stieg Larsson, é o primeiro de uma trilogia chamada de Millennium. Sucesso absoluto de vendas na Suécia, França e resto da Europa, ele agora chegou no Brasil e Estados Unidos. Estou viciado na história. Sabe aqueles livros de mistério e intrigas que a gente faz de tudo para economizar as páginas afim de prolongar o prazer mas é quase impossível de largar? Recomendo para quem gosta de quebrar a cabeça. Outro livro que nos dá vontade de arrumar as malas e passar uma temporada em Estocolmo! O problema é que vai demorar para traduzirem os outros dois volumes.

picture-3

Anúncios

4 comentários em “Livros para o verão (que acabou de chegar)

  1. Adorei, em épocas de amigo secreto, todos os vale-fnac vão em livros. Não sabia que a Adriana Calcanhoto tinha escrito um livro. Quero ler. Aproveito para indicar mais um que comprei e estou lendo feito uma desesperada. “A Selva de Batom” da Candace Bushnell (SEx and the City). Bem livro de mulher, mas ótimo texto, ótima estória, daqueles que a gente não consegue fechar.

  2. Oi Vi,
    Este eu indico principalmente por conhecer os pais e os avós, mas pelo lindo projeto de ajudar. A comovente história de Luigi – portador da Síndrome de Werdnig-Hoffmann – Atrofia Muscular Espinhal. A jornalista Analu Koniuchowicz entrevistou familiares do Luigi (avós, pais, tios, profissionais da área de saúde, etc.) e dos relatos coletados surgiu este emocionante livro.

    Ao publicá-lo a família teve um único objetivo: repartir amor, ternura, compreensão e possíveis soluções diante de uma síndrome genética ainda incurável.

    De uma coisa temos certeza, o conceito que você tem sobre o que é um “problema” em seu cotidiano irá se modificar totalmente. Na realidade, você deixará de lado os pequenos “problemas” que fazem parte da vida, e poderá perceber o quão grandes e fortes somos perante a vida. Basta acreditarmos, lutarmos, e acima de tudo, buscarmos sempre o bem no mal….Vale a pena ajudar…custa R$ 29,00 e a renda é 100% destinada ao Hospital Pequeno Príncipe…

    O lançamento foi ontem a noite na Livraria Curitiba do Shopping Barigui, felizmente estava lotado. Esgotaram os livros 02 vezes… A Thais e o Luis certamente ficaram comovidos com tanto carinho.

    Abraços,
    MF

  3. É exatamente essa a sensação que o livro passa! Você começa a ler e vem a vontade de ir à Europa, visitar lugares maravilhosos, comer e beber bem e, principalmente, de dar um soco na Danuza! hahaha Adorei essa parte!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s