Tuti Maioli – coolhunter na Suíça

tuti01

Artur Maioli Neto, mais conhecido como Tuti, é jornalista e mora em St Gallen, na Suíça. Mente irrequieta e ávido por novidades, Tuti também cria e expõe. Ele faz parte do conselho editorial da revista More, de Curitiba e contribui como coolhunter para o pulpsalsa.

Qual é sua rotina na Suiça?

De manhã tenho o ritual: tomo cappuccino, leio o jornal Tages Anzeiger (de Zurique), checo os emails, tomo banho e vou pro Migros (supermercado) fazer compras pro almoço. À tarde tento ir para a galeria onde rola a minha exposição de fotos, mas a área está interditada com um enorme e gigantesco guindaste, preparando a construção de uma escola superior. Fico em casa entre jornais e revistas, lendo notas sobre moda e design, e tentando descolar umas fotos da exposição do Martin Margiela no Museu de Moda em Antuérpia, Bélgica.

tuti02

Você acha mais fácil organizar uma exposição de arte na Suíça ou no Brasil?

Na realidade, a última exposição que organizei no Brasil foi há muito tempo, talvez em 1988. Aqui na Suíça eu fiz duas exposições, sempre na mesma galeria. Conheço o dono, então as coisas ficam mais fáceis. Como a cidade de St Gallen é pequena, o contato com a imprensa é simples. Além disso, é uma galeria alternativa, num bairro onde moram muitos jovens que ocuparam alguns prédios e não pagam aluguel.

Quais as diferenças que você nota entre o consumidor suíço e o brasileiro?

Os suíços talvez consumam mais, porque aqui alguns produtos são mais baratos que no Brasil (perfumaria, calçados, roupas, álcool) e o poder de compra é mais alto. O que se preza muito é a qualidade dos produtos. Em relação a alimentos, eles preferem pagar mais e comprar produtos suíços. Percebe-se o grande consumo pela quantia de livros e móveis que as pessoas depositam na rua, como lixo.

Em um país com quatro idiomas oficiais (alemão, francês, italiano e romanche), como funciona a publicidade? As campanhas são regionais ou nacionais?

As grandes empresas nacionais (supermercados, ferrovias, cias aéras ou bancos) fazem a mesma campanha traduzida para os quatro idiomas, principalmente alemão, francês e italiano. A programação visual é a mesma. Muitos produtos vêm sempre com os nomes em francês e alemão. Alguns tem italiano também. Empresas e produtos regionais anunciam apenas no cantão de origem e na língua do consumidor que interessa.

Você nota alguma forte tendência nos modos de consumo dos suíços?

Produtos com preços acessíveis e design legal estão em alta, como as lojas H&M. Os supermercados Denner também são procurados por venderem bebidas alcoólicas. A rapaziada tem comprado bastante em boutiques outlet, como a Metro. Celulares e alta tecnologia, principalmente laptops também são populares.

Chicken or beef?

Beef.

dsc_7542

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s