a arte da provocação

picture-210

Uma das principais funções da arte contemporânea tem sido o seu próprio questionamento. Artistas mundo afora criam obras e instalações que testam os limites do que é considerado arte. Hoje em dia tudo se funde e tudo pode ser transformado em obra de arte. Duas peças que vimos ultimamente e que nos fizeram pensar nestes limites foram a “Michael Jackson and Bubbles” de Jeff Koons no LACMA de Los Angeles e a “Siren” de Marc Quinn, no British Museum de Londres. Esta última é uma estátua de ouro com a cara da modelo Kate Moss. Numa era de transformações e popularização da cultura, o que vale é fazer com que as pessoas se questionem, questionem os artistas, os museus e os curadores.

an00512252_002web

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s